2via boleto

Entidades, empresas e sociedade pedem aprovação imediata de projeto de proteção de dados pessoais no Brasil


PLC 53/18 já passou pela Câmara dos deputados e aguarda apreciação pelo Senado Federal. Leia na íntegra o manifesto divulgado na última semana

A CACB, outras entidades de classe, empresas de software, emissoras de rádio e TV, empresas de OTT e distintas representações de entidades da sociedade civil divulgaram na última semana, na audiência da Comissão de Economia do Senado Federal, um manifesto pela aprovação rápida – ainda este ano – do Projeto de Lei Complementar (PLC) 53/18 no Senado Federal. O PLC versa sobre proteção de dados pessoais no Brasil.

O documento defende que o projeto atende à imperiosa necessidade de segurança jurídica para os cidadãos e agentes econômicos e diz que “uma lei de proteção de dados clara e principiológica, que equilibre a posição central do indivíduo com o dinamismo econômico de um país criativo e inclinado à inovação, como o Brasil, é essencial para catalisar competitividade”.

As entidades que assinam o manifesto também afirmam que o texto do PLC 53/18 “está em sintonia com as melhores práticas internacionais, equilibrando a garantia dos direitos individuais com a indução de novos modelos de negócios intensivos em dados”.

Clique aqui e leia o manifesto na íntegra.

(Fonte: CACB)