2via boleto

Veja 6 dicas para melhorar a qualidade de vida no trabalho!

Você enfrenta problemas com a falta de engajamento e a alta rotatividade de funcionários? Então está na hora de investir na qualidade de vida no trabalho (QVT). Um colaborador motivado e comprometido pode trazer inúmeros benefícios para o seu negócio.

O capital humano é peça fundamental para o funcionamento de qualquer empresa. Afinal de contas, boa parte do trabalho é desenvolvido por pessoas. Para que esses trabalhadores tenham alto desempenho, eles precisam estar saudáveis, felizes e motivados.

A fim de alcançar esses objetivos, basta instituir uma série de ações dentro da sua empresa que proporcionarão um ambiente mais harmônico e produtivo. O melhor de tudo é que isso reflete diretamente no faturamento do negócio. Veja!

Por que investir na qualidade de vida no trabalho?

Colaboradores felizes e satisfeitos produzem mais e com maior qualidade: simples assim! A QVT está relacionada às ações de uma empresa para garantir a satisfação dos funcionários, tanto no nível profissional quanto pessoal. Os resultados que o método pode trazer são:

  • redução da rotatividade e retenção talentos: ao prover o bem-estar dos colaboradores, você conseguirá manter bons funcionários dentro da empresa por mais tempo;
  • melhoria na saúde dos trabalhadores: ajuda a reduzir no número de doenças ocupacionais e atestados;
  • potencialização dos resultados do negócio: funcionário engajado tem um melhor desempenho. Com o aumento da produtividade e da qualidade do trabalho, o resultado é uma empresa com alta rentabilidade.    

Mas afinal, o que fazer para melhorar a satisfação dos funcionários? A seguir, você verá 6 dicas de ouro que podem alavancar os resultados do seu negócio.

Como proceder, afinal?

1. Construa um bom ambiente para o trabalho

É fundamental que a empresa forneça recursos básicos e tecnológicos para que o trabalhador possa desempenhar suas funções com eficiência. 

Invista em uma mobília de qualidade, ergonômica e segura. Além disso, mantenha o espaço bem iluminado e ventilado. Trabalhar em um ambiente com mais de 40º sem ar-condicionado ou ventilador, por exemplo, é desumano. Tenha em mente que um local confortável pode garantir uma melhor produtividade dos colaboradores.

As tecnologias empregadas no negócio também integram um bom ambiente de trabalho. Ter um software de caixa, por exemplo, que não trave e funcione com fluidez é essencial para evitar estresses e aumentar a eficiência.

2. Ouça seus funcionários

Nunca ignore o que seus colaboradores têm a dizer. Esse canal aberto de comunicação fornecerá informações valiosas sobre o nível de satisfação dos funcionários. Além do mais, eles poderão dar ideias para melhorar o funcionamento da empresa.

Se você não possui o hábito de ouvir, fique sabendo que o início pode ser desafiador. O funcionário pode ficar acuado e com medo de expressar insatisfações ou sugerir melhorias. Supere os obstáculos iniciais porque o resultado valerá a pena!

Quando o trabalhador percebe que suas opiniões são valorizadas pela empresa, nasce um sentimento de pertencimento. Ou seja, ele se sente como parte fundamental da empresa. A consequência é um colaborador mais envolvido com todo processo produtivo e preocupado com os resultados.

Use uma caixa de sugestões como ponto de partida. Leia todas as propostas com atenção e premie as melhores ideias. Esse é um estímulo para os funcionários participarem de algumas decisões da empresa. Faça também pesquisas de satisfação para identificar pontos críticos e medir o nível de felicidade no trabalho.

3. Reconheça e valorize os seus colaboradores  

Promover ações para reconhecer o funcionário é essencial para gerar motivação. E engana-se quem pensa que isso é feito por meio de aumento do salário. Muitas vezes, apenas um elogio público pode fazer toda a diferença.

Um bom caminho para valorizar os empregados é implementar uma premiação mensal. Aproveite o evento para anunciar o melhor vendedor do mês, por exemplo, e use brindes e bonificações para compensar aqueles que se destacaram. Isso fará com que todos se esforcem para bater metas e contribuam para o crescimento da empresa. Essa é uma forma de motivar e melhorar a autoestima do seu funcionário.

Invista em treinamentos para que os trabalhadores desenvolvam habilidades necessárias para executar as tarefas com eficiência. Acredite, isso também pode gerar motivação.

O valor investido nessas ações não representam nada perante o retorno que um colaborador valorizado pode dar. Já ouviu aquela frase: funcionário satisfeito trabalha direito? É por aí mesmo. A produtividade e, principalmente, a qualidade do atendimento podem ser reflexo do reconhecimento.

4. Fortaleça o clima organizacional

Este item está relacionado aos sentimentos dos funcionários e a forma que eles interagem entre si, com os fornecedores, clientes e todo público envolvido com a empresa. O nível de satisfação afeta diretamente o clima organizacional.

Seus colaboradores passam boa parte do dia dentro da empresa. Portanto, é essencial que eles se sintam confortáveis e que a convivência com a gerência e colegas seja harmônica. Não há nada pior do que problemas de relacionamento entre membros da equipe. Promova confraternizações, atividades de integração e busque resolver os conflitos pontuais.

Identifique deficiências, incômodos e as expectativas dos funcionários. Por exemplo: ao trocar um colaborador de setor, você precisa observar se ele está desempenhando um bom trabalho na nova função. A falta de identificação com o cargo pode contribuir para um clima ruim.

5. Dê feedbacks

Está gostando do trabalho de um funcionário específico? Diga isso a ele! Dar feedback é importante para direcionar o colaborador sobre o que pode ser melhorado e o que não deve ser feito.

Mostre o caminho das pedras e demonstre interesse em ajudá-lo a crescer. Esse retorno pode gerar motivação, fortalecer a autoestima e dar segurança para o colaborador desempenhar suas atividades com qualidade.

Nem todo mundo recebe bem os feedbacks negativos, mas eles também são importantíssimos para o crescimento profissional. Os elogios devem ser públicos, mas prefira fazer as críticas em particular. Mas atenção: muita cautela com a forma de abordar o funcionário. Cuidado com o tom de voz e com as palavras utilizadas para dar o feedback.

6. Seja flexível

A flexibilidade, principalmente com horários, é importante para manter um alto nível de satisfação dos funcionários. Afinal de contas, é preciso conciliar as necessidades profissionais com as pessoais.

Seu funcionário tem uma consulta médica? Libere algumas horas para ele cuidar da saúde. Avalie cada caso individualmente e certifique-se de que o andamento da empresa não será prejudicado.

Todavia, deve existir uma relação de confiança para que essa regra seja eficiente. Imprevistos acontecem, mas não todos os dias.

A qualidade de vida no trabalho tem relação direta com o faturamento da empresa. Quando os funcionários trabalham motivados, eles desempenham suas funções com mais eficiência. Por isso, vale a pena cuidar do bem-estar dos colaboradores. Afinal de contas, eles também são responsáveis pelo sucesso do seu negócio.

Gostou do conteúdo? Sim? Então, se deseja melhorar os resultados da sua empresa, aprenda também como motivar sua equipe de vendas!

(Fonte: CDL-BH)