2via boleto

ACIP/CDL informam novas vagas de emprego

ACIP/CDL informam vagas de emprego

 10 de março de 2017

 

Atendente (VAGA Nº 55): sexo feminino, com conhecimento em informática, boa caligrafia, boa aparência, disposição, atenção, sorridente e que goste de pessoas. Horário de trabalho: 16:00 às 00:20 com uma folga semanal.

 

Auxiliar Administrativo (VAGA Nº 53): ambos os sexos, com graduação em Contábeis ou Administração e conhecimentos em informática, digitação, boa caligrafia e habilitação B. Tempo de Experiência: 2 anos. Horário de trabalho: comercial.

 

Auxiliar Administrativo (VAGA 04): sexo feminino, de 20 a 40 anos. Graduada ou cursando Administração ou Ciências Contábeis. Horário de trabalho: de segunda a sexta das 7:30 às 11:00 e 12:30 as 17:30. Revezando aos sábados. Salário fixo e plano odontológico.

 

Auxiliar Administrativo (VAGA 42): sexo feminino, 19 a 23 anos, ensino médio completo, informática e boa caligrafia. Com experiência para emissão de nota fiscal e cobrança. Horário de trabalho: 07:30 às 18:00 com duas horas de almoço. Salário fixo.

 

Auxiliar de Contabilidade (VAGA 36): sexo feminino, 20 a 40 anos, ensino médio completo. Experiência de 1 ano e conhecimento em contabilidade em geral e folha de pagamento. Horário de trabalho: 08:00 às 18:00 de seg. a sexta e 08:00 às 12:00 aos sábados. Salário fixo a combinar.

 

Auxiliar Departamento Comercial (VAGA Nº 59): sexo masculino. Ensino superior em Gestão Comercial ou Administração. Necessário conhecimento em técnicas de negociação, organização, iniciativa, capacidade decisória e comunicação. Experiência de 1 ano. Horário de trabalho de Segunda a Sexta.

 

Auxiliar Departamento Financeiro (VAGA Nº 63): sexo masculino, curso técnico ou superior. 1 ano de experiência na área financeira, faturamento e fluxo de caixa.

 

Auxiliar de Serviços Gerais (VAGA 39): sexo feminino, de 30 a 40 anos. Horário de trabalho: 08:00 às 18:00 com 2 horas de almoço.

 

Auxiliar Técnico (VAGA 37): sexo masculino,18 a 28 anos, 1º grau completo. Horário de trabalho: 08:00 às 18:00 com duas horas de almoço.

 

Engenheiro Civil (VAGA Nº 52): sexo masculino, acima de 18 anos. Necessário Informática, Auto CAD, habilitação B, superior completo em Engenharia Civil, domínio de cálculo, interesse na área ambiental e saneamento. Experiência de 6 meses. Horário de trabalho: de segunda a sexta de 07:30 às 17:30.

 

Entregador (VAGA 10): conhecimento em informática e habilitação A/B ou A. Horário de trabalho: 08:00 às 18:00.

 

Entregador (VAGA Nº 62): sexo masculino, boa aparência e habilitação A e B. Horário de trabalho: segunda a sexta 07 às 18 e aos sábados de 7 às 12 horas. Salário fixo e comissão.

 

Instalador CFTV (VAGA 45): sexo masculino, acima de 21 anos, ensino médio, digitação, informática e habilitação. Habilidade em comunicação e experiência em instalação de sistemas CFTV, câmeras, alarmes e cerca elétrica. Horário de trabalho e salário a combinar.

 

Instalador de Alarmes (VAGA 43): sexo masculino, 19 a 23 anos, ensino médio completo, informática e habilitação. Experiência não é necessária. Horário de trabalho: 7:30 às 18:00 com duas horas de almoço.

 

Instalador de Sistema de Segurança Eletrônica (VAGA Nº 50): sexo masculino, acima de 20 anos e 2º grau completo. É necessário conhecimento em instalações elétricas, eletrônica, cercas elétricas, alarmes e portão eletrônico. Experiência de 6 meses. Habilitação A e B. Horário de trabalho: 08 às 18 com uma hora e meia de almoço. Salário fixo + hora extra.

 

Limpeza (VAGA Nº 60): sexo feminino, acima de 30 anos, 1º grau completo. Horário de trabalho: 07:00 às 11:00 e 14:30 às 18:30. E sábado 06:30 às 10:30.

 

Operador de 0800 (VAGA 38): sexo masculino, de 20 a 35 anos, 1º grau completo e boa comunicação. Horário de trabalho: 08:00 às 18:00 com duas horas de almoço. Salário e meio.

 

Office Boy (VAGA Nº 64): sexo masculino, acima de 20 anos, 2º grau. Habilitação A e B. Necessário ser proativo, ter disposição e responsabilidade.

 

Recepcionista e Secretária (VAGA Nº 56): sexo feminino, ensino médio, conhecimento em informática, habilitação A/B ou A. Horário de trabalho: 08:00 às 18:00. Salário fixo e comissão.

 

Recepcionista (VAGA Nº 67): sexo feminino, maior de 21 anos, de preferência casada. Necessário conhecimento em informática e digitação, ter boa aparência, falar bem e ser proativa. Horário de trabalho: 10 às 20 horas com intervalo de 2 horas para almoço.

 

Representante Comercial (VAGA Nº 51): habilitação A ou B e veículo próprio (carro ou moto), ensino médio completo e disponibilidade para viagens. Horário comercial.

 

Secretária (VAGA Nº 54): sexo feminino, 20 a 27 anos, ensino médio completo, curso básico de informática, emissão de nota fiscal, cobranças, etc. 6 meses de experiência. Horário de trabalho: 07:30 às 18:00 com 2 horas de almoço. Salário fixo.

 

Técnico em Informática (VAGA 20): Necessário conhecimento em informática e habilitação A/B ou A. Horário de trabalho: 08:00 às 18:00.

 

Técnico em Monitoramento (VAGA 34): ambos os sexos, acima de 23 anos, ensino médio. Necessário informática, digitação e habilitação. Experiência de 6 meses como técnico em monitoramento, dinâmico, calmo e educado. Horário de trabalho e salário a combinar.

 

Tratorista (VAGA Nº 58): casado, com experiência mínima de 1 ano nesta função. Horário de trabalho: 07:00 às 17:00 com 2 horas de almoço e aos sábados das 07:00 às 11:00. Salário fixo R$ 1165,00 + 335,00 de ajuda de custo.

 

Vendedor (VAGA Nº 47): ambos os sexos, de 20 a 45 anos com 2º grau completo. Boa caligrafia e experiência de 6 meses em serviço de escritório ou atividade semelhante. Capacidade de compreensão, de comunicação e de se expressar com naturalidade. Horário de trabalho: 08:00 às 17:30 exceto domingos e sábados e feriados de 08:00 às 14:00.

 

Vendedor e Estoquista (VAGA Nº 61): sexo masculino, boa aparência, conhecimento em informática e habilitação A e B. Salario fixo e comissão.

 

Vendedora (VAGA 27): entre 18 e 23 anos, solteira, com conhecimento em informática, digitação e boa caligrafia. Com experiência e comunicativa. Horário de Trabalho de 08:00 às 18:00. Salário e comissões.

 

Vendedora (VAGA Nº 57): sexo feminino, com mais de 1 ano de experiência em vendas. Horário de trabalho: 08:30 às 18:00. Salário fixo e comissão.

 

Vendedora/Atendente (VAGA 28): acima de 25 anos com ensino médio completo. Salário fixo.

 

Os interessados devem procuras as ACIP-CDL, na rua Joaquim Carlos dos Santos – 141, munidos dos documentos pessoais, carteira de trabalho , currículo, 1 foto 3/4 e R$10,00, para pagamento da taxa que valida o cadastro por 6 meses.

O que é logística?

Fonte: Saia do Lugar

 

Muito se engana quem pensa que a logística se relaciona apenas ao transporte de mercadorias. A palavra vem do idioma grego, e significa habilidades de raciocínio lógico e cálculo.

A logística empresarial foi inspirada em táticas usadas nos campos de batalha durante a Segunda Guerra Mundial.

Para vencer as batalhas, generais montavam esquemas complexos para transportar e armazenas armas e suprimentos.

Quando a guerra terminou, havia uma acirrada disputa no mercado por mercadorias e formas mais eficientes de distribuí-las.

E foi através destas táticas de batalha que as empresas se organizaram para esquematizar o que hoje conhecemos como logística.

Em geral, somente a logística representa 10% do custo do produto. Para os clientes, ela é fundamental para a atribuição de valor da mercadoria.

Somado a isto, temos ainda os fenômenos da globalização e do comércio eletrônico, que elevaram a importância da logística para o sucesso de um empreendimento.

Se você está procurando gerenciar o fluxo dos seus produtos ao menor custo possível e se destacar no mercado, está no lugar certo!

O que é logística?

A logística pode ser definida como o processo de planejar, executar e controlar de forma eficiente o transporte, a movimentação e o armazenamento de mercadorias dentro e fora das empresas. O que garante que o ciclo ocorra de maneira íntegra e os prazos de entrega sejam cumpridos.

Se estiver fazendo tudo certo (e vamos garantir que esteja!), depois de passar pela fase de decolagem, sua empresa provavelmente começará a crescer, e junto dela, os desafios operacionais também crescerão.

Desta forma, aparecem mais desafios: como produzir em um tempo menor? Como fazer entregas mais rápidas? Como surpreender positivamente a sua rede de fornecedores e seus clientes?

Um bom empreendedor entende que seu papel também é fazer mais com menos. Para isso, é preciso investir em uma boa operação logística.

Para avaliar as possibilidade de promover melhorias em toda a cadeia logística, é preciso mensurar bem os custos logísticos. Eles podem ser classificados em:

  • Produtos, armazenagem e transporte;
  • Capital;
  • Coordenação do processo, que vai desde a fabricação até a disponibilização da mercadoria no ponto de venda (PDV);
  • Variações entre o previsto e o real, gerados pela complexidade e sua gestão.

A necessidade de melhorar a qualidade da operação, pensando na experiência do cliente e na redução de custos, deu origem à logística empresarial.

Afinal, é a logística que será a responsável pela maior eficiência em seu negócio, ajudando a trazer aquele destaque no mercado!

Tenha em mente que, quanto maior for a complexidade da atividade de sua empresa, maiores serão as necessidades de coordenar, de maneira sistêmica, os aspectos envolvidos no processo de produção.

A logística empresarial, portanto, torna-se ainda mais importante.

Coordenando a gestão de estoque, o transporte, a distribuição, os fornecedores e todos as demais fases de seu processo produtivo. Assim a logística empresarial irá propor caminho para organizar melhor os processos de produção da sua empresa.

Há três elementos essenciais para uma logística bem sucedida:

  • Investimento em comunicação eficiente para a sua equipe: quanto melhor a comunicação entre os diversos membros da cadeia logística, melhores as chances de melhoria de desempenho e de fluidez da operação. Antes de implementar processos, consulte seus funcionários para verificar quais seriam os melhores mecanismos e como melhorar os processos.
  • Um plano B: problemas podem acontecer, e uma série deles não podem ser controlados. Assegure-se de ter alternativas e garantir os bons resultados.
  • Controle do processo: a troca de informações e uma boa comunicação são essenciais para este item. É preciso que você esteja bem inteirado de tudo: meça resultados, entenda possíveis problemas e faça registro de seus resultados para acompanhá-los em seu cotidiano. Procure verificar o que a sua empresa está acertando e o que ela está acertando, buscando soluções pra otimizar o processo produtivo.

O que é Supply Chain?

supply chain pode ser definido como um processo que engloba todos os estágios e profissionais envolvidos direta ou indiretamente no atendimento de um pedido, incluindo fabricantes, distribuidores, fornecedores, lojistas e clientes.

Pelo fato da participação destes profissionais no processo de produção estarem encadeadas, denominamos este ciclo como “cadeia de suprimento”, ou “supply chain”.

Este processo é essencial para gerenciar bem uma boa logística.

Isto envolve estruturar bem as decisões no campo estratégico, operacional e de planejamento, coordenando decisões relacionadas aos estoques, estratégias de vendas, negociação e distribuição, bem como o controle dos fluxos de informações.

Lembre-se: melhorar a forma como produzimos algo faz com que economizemos e melhora a entrega para o cliente.

A grande diferença entre os conceitos de supply chain e logística é que a primeira engloba a segunda. A logística trata da movimentação e armazenagem de produtos, apenas uma das atividades da gestão da cadeia de suprimentos.

Os 3 A’s do supply chain: agilidade, adaptabilidade e alinhamento

Há três conceitos fundamentais para o supply chain: agilidade, adaptabilidade e alinhamento. Veja como aplicá-los e construir o sucesso de sua cadeia de suprimentos a seguir:

Agilidade: você precisa estar preparado para cancelamentos repentinos, acidentes e tudo o que possa atrasar a entrega das mercadorias. Como dissemos, conte com o seu plano B e encontre uma saída eficiente.

Alinhamento: garanta que informações profissionais sejam compartilhadas entre parceiros  fornecedores.

Bons canais de comunicação e o estabelecimento de relações de confiança, bem como o alinhamento de objetivos, faz com que os seus funcionários, terceirizados ou não, ajudem a traçar estratégias para melhorias no processo.

Adaptabilidade: seu supply chain precisa acompanhar os avanços tecnológicos, de modo a se adaptar às tendências da sociedade e mudanças de contexto.

Esta é uma das melhores formas de manter a sua competitividade no mercado!

Mas como gerir o supply chain mantendo estes três pilares, mesmo em grandes produções?

Dicas infalíveis para cuidar do supply chain!

Mapeie processos: a única forma de controlar a produção por inteiro e identificar fragilidades da caior é o mapeamento dos processos.

Compartilhe sistemas de cadeia de suprimentos com seus fornecedores: alinhamento é uma palavra essencial para o supply chain, como já vimos.

Garanta que seus processos estejam bem conectados.

Faça previsões de demanda: é melhor prevenir do que remediar, certo?

Integre suas equipes: garanta que suas equipes trabalhem em sinergia para alcançar os melhores resultados.

Invista em um bom sistema de TI: um sistema completo, que integre as equipes, pode ser um diferencial para a agilidade e eficiência de seus processos.

Acompanhe o desempenho de seus fornecedores: se um fornecedor não entrega o prometido, sua produção é prejudicada.

Tenha uma cartela de fornecedores bem-recomendados e acompanhe o desempenho deles em seu processo!

E a logística para o e-commerce?

Independente de seu tamanho, a logística pode gerar alguns empecilhos.

O relacionamento com o cliente enfraquece consideravelmente caso um pedido não seja entregue no prazo estipulado ou haja o envio errado.

E ninguém quer clientes insatisfeitos, não é verdade? Por isso, antes de criar um comércio eletrônico, é de suma importância garantir que haja estrutura empresarial e planejamento logístico.

Estes dois pilares do e-commerce têm algumas peculiaridades em relação às suas versões no comércio tradicional.

Veja a seguir as principais etapas do processo de vendas em plataformas virtuais e prepare-se para organizar a sua estrutura de logística e estoque para garantir o sucesso de seu empreendimento!

1. Preparo do pedido: nesta etapa, o comprador tem de localizar e identificar o produto pedido pelo cliente. Depois, levantar as informações necessárias para fechar a compra, autorizar a transação financeira e transmitir o pedido ao site.

2. Processamento do pedido: após efetuar o pedido do cliente, o site e as entidades inseridas no processo de compra (tais como empresas anti-fraude e administradoras de cartão de crédito, por exemplo) devem analisar, processar e validar os dados do pedido. Esta etapa busca garantir que a transação ocorra sem riscos de fraudes.

3. Confirmação do pedido: aqui, ocorre a confirmação da transação financeira. Separa-se a mercadoria (ou a encomenda) e após ser bem embalada, é emitida a documentação fiscal do pedido e o produto é entregue ao transportador. A partir deste momento, inicia-se a contagem regressiva para a chegada do pedido!

4. Entrega: embora os compradores possam rastrear o caminho dos produtos a partir da entrega deles ao transportador, tudo o que o cliente deseja é ver a sua caixinha chegando intacta e com os produtos que ele pediu.

Atenção aos pequenos detalhes: bilhetes de agradecimento, produtos bem protegidos e outros “mimos” fazem a diferença neste momento! Afinal, a chegada da caixa é o primeiro contato que o consumidor tem com o seu produto fora do ambiente virtual.

É dono de um e-commerce? Tenha uma forte equipe de retaguarda!

A sua equipe de back office, ou retaguarda, é aquela formada por profissionais que irão garantir a gestão interna de uma operação de e-commerce.

Esta equipe é essencial para a estrutura de um comércio eletrônico, já que eles garantem a encomenda dos pedidos, a entrega ágil, o pós-venda, dentre outros procedimentos.

Vamos revisar as etapas da gestão de entrega de uma mercadoria para ver onde eles estão?

Abaixo, todas as etapas do processo de logística gerenciadas pela retaguarda foram marcadas com a expressão “atrás do balcão”:

1.Escolha do produto: frente do balcão

2. Pedido de compra: frente do balcão

3. Recepção do pedido: atrás do balcão

4. Financeiro: atrás do balcão

5. Validação do pedido: atrás do balcão

6. Cliente recebe validação: frente do balcão

7. Estoque/compra: atrás do balcão

8. Expedição: atrás do balcão

9. Transportadora: atrás do balcão

10. Cliente recebe o produto: frente do balcão

11. Pós-venda: atrás do balcão

Como dissemos, garanta que seus colaboradores tenham mecanismos eficientes de comunicação entre si e que estejam todo alinhados em relação às metas de sua empresa. Assim, você assegura a sinergia de sua equipe!

E a logística reversa?

Desde a aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, empresas brasileiras estão se adaptando para lidar com os próprios resíduos que produz.

Para isso, a logística reversa busca planejar, operar e controlar o fluxo e as informações relativas aos bens produzidos após a venda da mercadoria.

Cuidar do processo de logística reversa pode ser um diferencial para a sua empresa, posicionando-a no mercado com os ideais de sustentabilidade e melhorando os preços para o consumidor.

Está esperando o que para começar já este processo em sua organização?

Gostou de nossas dicas sobre logística? Mensurar bem os resultados em todos os processos para preparação e entrega de suas mercadorias é essencial para o crescimento bem-sucedido de um negócio.

Mas será que você está definindo as metas certas para seu empreendimento?

Supermercados registram crescimento em agosto

Fonte: FCDL-MG

 

As vendas dos supermercados brasileiros cresceram 1,73% em termos reais em agosto deste ano na comparação com o mesmo mês do ano anterior, de acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Já na comparação com julho deste ano, houve queda real de 2,65%.

No acumulado do ano até agosto, as vendas do setor avançaram 0,8% em termos reais ante os mesmos meses de 2015. Todos os valores foram deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

 

Em termos nominais, a alta nas vendas em agosto foi de 10,87% na comparação com o mesmo mês de 2015. Já o resultado acumulado de oito meses é de crescimento nominal de 10,34% ante o mesmo período do ano anterior.

 

As vendas do varejo de supermercados estão superando as expectativas da Abras. O superintendente da entidade, Marcio Milan, avaliou que o desempenho total em 2016 pode chegar mais perto de um crescimento de 0,7%, superando a estimativa oficial da entidade para o ano, que é de 0,45%.

 

Milan considerou que os resultados do setor entre junho e agosto indicam uma reversão da tendência de queda no faturamento. Foram ao todo nove meses em que as vendas acumuladas ficaram no território de queda, no período entre julho de 2015 e maio deste ano. O único alívio neste intervalo havia acontecido temporariamente, com alta nas vendas de Páscoa. Mas agora a Abras entende que há uma trajetória mais sustentada para a recuperação.

 

Apesar do tom otimista, Milan considerou que os próximos meses tendem a ser de um crescimento menos acelerado do que a de agosto. Apenas no mês passado, as vendas subiram 1,73% ante igual mês de 2015. “A previsão é de que o resultado continue crescendo, mas talvez num ritmo mais lento e mais consistente”, ponderou.

 

Para o executivo, ainda há elementos de incerteza no cenário macroeconômico e político que dificultam projetar um ritmo de recuperação mais intenso. Para ele, ainda não é possível determinar até que ponto a confiança pode ser afetada por aspectos do cenário político, como o andamento das propostas de reforma elaboradas no governo do presidente Michel Temer.

 

Por outro lado, dados da consultoria GfK já indicam melhora das expectativas do empresariado. O Índice de Confiança dos Supermercadistas chegou a 56,3% em agosto ante 50,1% em junho. Resultados superiores a 50% indicam otimismo quanto à perspectiva de crescimento dos investimentos, das contratações e do faturamento.

 

“Em apenas dois meses, a confiança teve uma alta muito forte e consideramos que ainda há espaço para que esse índice continue crescendo”, afirmou Marco Aurélio, diretor de Relacionamento da GfK. Segundo a pesquisa, 80% dos empresários do setor de supermercados acredita que suas empresas estarão em situação melhor do que a atual nos próximos seis meses.

 

Cesta básica - O preço da cesta de itens básicos nos supermercados brasileiros caiu 0,27% em agosto na comparação com julho deste ano, de acordo com a Abrasmercado, cesta composta por 35 produtos de largo consumo pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Abras.

 

O preço total da cesta saiu de R$ 487,34 em julho para R$ 486,04 em agosto. Já na comparação com agosto de 2015, o preço subiu 18,04%.

Entre as maiores altas do mês passado estão itens como queijo mussarela, cujo preço aumentou 8,56% ante o mês anterior, queijo prato, aumento de 8,54%, e tomate, com alta de 6,99%. Já as maiores quedas foram encabeçadas por cebola, cujo preço recuou 18,73%, batata, queda de 9,64%, e feijão, retração de 4,89%.

 

Segundo o diretor de Relacionamento da GfK, Marco Aurélio, há uma tendência de desaceleração pela frente em razão de uma esperada queda nos preços de alimentos mais afetados por quebras de safra ao longo deste ano. Ele destaca como exemplo o feijão, cujo preço subiu em meses anteriores e figurou entre as maiores quedas de agosto.

 

Fonte: Diário do Comércio

ACIP/CDL informam vagas de emprego

1 - Copeira - 01 vaga. Idade acima de 18 anos. Sexo feminino. Habilidade em quitandas em geral. Para trabalhar em rede hoteleira. 

2 - Tecnico em sistema de segurança eletronica - acima de 18 anos. Sexo masculino. Habilitação B. Com experiência em cercas e alarmes.

3 - Motoboy - 01 vaga. Habilitação A. Idade 20 a 45 anos. Horário de trabalho: 07:30 às 17:30h exceto domingos, sábado e feriados de 07:30 às 14:00h. Segundo grau completo.

4 - Cozinheira (o) - experiência como cozinheira (o) para trabalhar em restaurante. Horário: 07:00h às 16:00h. Sexo feminino ou masculino. 

5 - Vendedora - experiência em vendas. Acima de 25 anos. Com perfil para trabalhar em boutique.

Os interessados devem procuras as ACIP-CDL, na rua Joaquim Carlos dos Santos – 141, munidos dos documentos pessoais, carteira de trabalho , currículo, 1 foto 3/4 e 10,00, para pagamento da taxa que valida o cadastro por 6 meses.

ACIP/CDL informam vagas de emprego

1 - Copeira - 01 vaga. Idade acima de 18 anos. Sexo feminino. Habilidade em quitandas em geral. Para trabalhar em rede hoteleira. 

2 - Tecnico em sistema de segurança eletronica - acima de 18 anos. Sexo masculino. Habilitação B. Com experiência em cercas e alarmes.

3 - Motoboy - 01 vaga. Habilitação A. Idade 20 a 45 anos. Horário de trabalho: 07:30 às 17:30h exceto domingos, sábado e feriados de 07:30 às 14:00h. Segundo grau completo.

4 - Cozinheira (o) - experiência como cozinheira (o) para trabalhar em restaurante. Horário: 07:00h às 16:00h. Sexo feminino ou masculino. 

5 - Vendedora - experiência em vendas. Acima de 25 anos. Com perfil para trabalhar em boutique.

Os interessados devem procuras as ACIP-CDL, na rua Joaquim Carlos dos Santos – 141, munidos dos documentos pessoais, carteira de trabalho , currículo, 1 foto 3/4 e 10,00, para pagamento da taxa que valida o cadastro por 6 meses.

ACIP/CDL informam vagas de emprego

1 – Consultor de Vendas - acima de 18 anos, sexo feminino ou masculino. Ensino médio completo. Horário de trabalho: 2 turnos de 11 às 19h e de 13 às 21h. Benefícios: salario fixo, vale alimentação, bolsas de estudo, treinamentos e plano de carreira.

2 – Auxiliar de Manutenção/Zelador – Manutenções diversas e serviços internos e externos. Reparos hidráulicos e elétricos, pintura, jardinagem, capina, limpeza e acabamentos em geral. Horário: 07:00 às 17:00h com 1 hora de almoço – de segunda a sexta. Ramo hotelária.

3 - Promotor de captação de revendedores - sexo feminino ou masculino. Segundo grau completo. Horário de trabalho livre, pois é por tempo de cadastro e produtividade. Trabalho temporário. Não há salário fixo mensal, apenas comissão.    

4 - Auxiliar de Departamento Pessoal - Ensino médio completo, no minimo 1 ano de experiência na área comprovada em CTPS. Horário de trabalho: 07h às 11h e 13h às 17:48h de segunda a sexta. Conhecimento em digitação e informática e curso de aperfeiçoamento em departamento pessoal. 

Os interessados devem procuras as ACIP-CDL, na rua Joaquim Carlos dos Santos – 141, munidos dos documentos pessoais, carteira de trabalho , currículo, 1 foto 3/4 e 10,00, para pagamento da taxa que valida o cadastro por 6 meses.

ACIP/CDL informam vagas de emprego

1 – Eletricista de Ônibus – experiência de no mínimo 1 ano. Horário: 07:30 às 11:00h e 13:00 às 17:30h de segunda à sexta e sábado 07:30 às 11:30h.  

2 – Motoboy ou motogirl - idade de 18 a 35 anos. Habilitação A.

3 – Montador de Cerca Elétrica, Alarmes e Portão Eletrônico -  (1 vaga), possuir experiência e conhecimento nestas áreas.

4 – Técnico em segurança do Trabalho -  (1 vaga), possuir o curso técnico em Segurança do trabalho.

5 – Auxiliar de Manutenção/Zelador – Manutenções diversas e serviços internos e externos. Reparos hidráulicos e elétricos, pintura, jardinagem, capina, limpeza e acabamentos em geral. Horário: 07:00 às 17:00h com 1 hora de almoço – de segunda a sexta.

6 – Auxiliar Administrativo - 21 a 35 anos. Sexo feminino. Digitação e informática. Ensino superior em administração. Experiência de 1 ano. Horário: 08:00h às 17:30h. 

7 – Atendente de Farmácia – (1 vaga), sexo masculino, ter disponibilidade de horário e no mínimo um ano de experiência.

8- Vendedor Pracista – (1 vaga), sexo masculino, possuir carro, ter experiência em vendas externas.

9 – Encarregado de Campo – (1 vaga), trabalhar na cidade de Guimarânia. Escolaridade: Técnico em Agropecuária e que tenha vasta experiência com trabalho rural e vivência atuante em serviços de campo. Salário: R$2 000,00  + Vale Alimentação no valor de R$352,00 + Plano de Saúde UNIMED + Participação nos lucros + Auxílio Transporte.

10 – Vendedor – Acima de 21 anos. Digitação, informática e conhecimento em photoshop. Ensino médio completo. Horário: 08:00 às 18:00 de seg a sex e sábado 08:00 às 12:00h.

11 – Operador de caixa – sexo feminino, de 20 a 40 anos. Boa caligrafia, 2٥ grau completo, 1 ano de experiência na área de caixa. Características pessoais: sem piercings ou tatuagens visíveis. Horário: 7:30 às 17:30h (exceto domingos).

12- Auxiliar de Limpeza - acima de 18 anos, sexo feminino. Horário de trabalho: manhã e tarde.

13 - Consultor de Vendas - acima de 18 anos, sexo feminino ou masculino. Ensino médio completo. Horário de trabalho: 2 turnos de 11 às 19h e de 13 às 21h. Benefícios: salario fixo, vale alimentação, bolsas de estudo, treinamentos e plano de carreira.

14 - Atendente - Ter bom relacionamento com o cliente. Sexo feminino, ensino médio completo e ter de 21 a 35 anos. Horário: 08:00h às 17:30h.

15 – Funileiro – Acima de 25 anos. Sexo masculino. Ensino médio completo e experiência de 2 anos.

Os interessados devem procuras as ACIP-CDL, na rua Joaquim Carlos dos Santos – 141, munidos dos documentos pessoais, carteira de trabalho , currículo, 1 foto 3/4 e 10,00, para pagamento da taxa que valida o cadastro por 6 meses.

Reunião nas ACIP/CDL define grupo de whatsapp entre comerciantes e Polícia Militar

GRUPO ZAP JPG

As ACIP/CDL em parceria com a Polícia Militar, realizaram uma reunião com associados, proprietários de supermercados e postos de gasolina. A reunião foi comandada pelo Tenente Sandro, que deu dicas informativas para os presentes: 

- As câmeras de segurança geralmente são instaladas muito altas em comércio, o que dificulta a visualização do rosto da pessoa, principalmente se ela entrar de boné. A sugestão é que comerciantes peçam que seus dispositivos de segurança sejam fixados mais baixo; 

- Os comerciantes devem sempre estar atentos e em contato com seus vizinhos. Pois está união reduz a vulnerabilidade dos estabelecimentos e estimular a segurança baseada na solidariedade do vizinho; 

- Alarmes são uma boa solução para alertar sobre algum problema. Campainhas com acionamento remoto, que o comerciante ou colaborador pode acioná-la discretamente, ao ser vítima de assalto, alertando o vizinho para que chame a Polícia;

- Placa sinalizadora, dizendo que o estabelecimento faz parte da Rede; 

Na reunião também foi criado um grupo de Whatsapp entre os comerciantes e a Policia Militar. Para que os membros da Rede possam trocar informações que visem maior segurança do grupo e agilize o atendimento da PM. 

Em sua essência, este projeto é de prevenção situacional, que por meio da aproximação de Comerciantes (Comércio Protegido), facilitam as ações policiais através da mudança de comportamento, em que o cidadão ou comerciante deixa de ser uma vítima fácil para se tornar um fiscal de segurança, no intuito de contribuir na redução dos índices de criminalidade na sua região, além de melhorar a sensação de segurança na comunidade. 

A próxima reunião acontecerá no dia 16 de maio, às 20 horas, nas ACIP/CDL, com o setor supermercadista onde os presentes preencherão uma ficha para participar do projeto e formarão um Núcleo de Supermercados. Caso esteja interessado em participar, venha para a reunião. Mais informações: 3831-5500.

GANHADORES DA CAMPANHA DO DIA DAS MÃES

 

 

Premiação

Nome

Comprou no Associado:

1.

Vale-compras de R$ 150,00

Dearley Brito Liberato

Auto Center Brasil

2.

Vale-compras de R$ 150,00

Fatima Dias Pereira

Drogaria Bessa

3.

Vale-compras de R$ 150,00

Viviane Flavia Araujo Eugenio

Papelaria Duas Irmãs

4.

Vale-compras de R$ 150,00

Anieli Vivian De Lima Oliveira

Emporio Country

5.

Vale-compras de R$ 150,00

Arlene Maria Das Gracas Borges Goncalves

Otica Bela Vista

6.

Vale-compras de R$ 150,00

Valdir Da Silva

Otica Center Visa

7.

Vale-compras de R$ 150,00

Janeth Fonseca

Supermercado Bernardão

8.

Vale-compras de R$ 150,00

Valdeci Xavier Moura

Papelaria Duas Irmãs

9.

Vale-compras de R$ 150,00

Ely Henrique Da Silva

Stock Modas

10.

Vale-compras de R$ 150,00

Jaine Fatima Amaral Souza

Detalhes Boutique

11.

Vale-compras de R$ 150 na loja Algo Mais

Maria Aparecida Dias Dos Santos

Dataminas

12.

Vale-compras de R$ 150,00 na loja Bem Menos

Thais Luzia Horacio

Izlu Calçados

13.

Vale-compras de R$ 150,00 na loja Casa das Calças

Robson Das Neves Pereira

Caminatto

14.

Vale-compras de R$ 150,00 na loja Cidinha Boutique

Lusia Aparecida Goncalves Pedro

Supermercado Bernardão

15.

Vale-compras de R$ 150,00 na loja Di Casa

Fernando Avelar Ferreira

Cantinho Do Bebe

16.

Vale-compras de R$ 150,00 na Drogaria Bessa

Maria Augusta Silva

Drogaria Bessa

17.

Vale-compras de R$ 150,00 na Harmonia Decorações

Lais De Almeida Oliveira

Cantinho Do Bebê

18.

Vale-compras de R$ 150,00 na loja Izlu Calçados

Erick Junior Dos Santos

Posto Economico

19.

Vale-compras de R$ 150,00 na loja Look Modas

Maria Das Graças Cunha

Talentos E Cores

20.

Vale-compras de R$ 150,00 na Auto Mecânica Semauto

Maria Helena Caixeta Silva

Caminato

Um em cada dez inadimplentes já contrataram empresas para limpar o nome, mostra SPC Brasil

Fonte: SPC Brasil

Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) identificou que um em cada dez brasileiros que estão ou estavam inadimplentes há no máximo doze meses (9,9%) já contrataram empresas para limpar seu nome. O estudo mostra que em metade desses casos, o problema não foi resolvido com a contratação.

Considerando ainda os inadimplentes que não tiveram o nome limpo pela empresa contratada, apenas 27,5% conseguiram reaver todo o dinheiro investido, sendo que a maioria (47,1%) não teve o valor devolvido.

Para o educador financeiro do SPC Brasil e do portal Meu Bolso Feliz, José Vignoli, os resultados da pesquisa mostram que o consumidor precisa refletir antes de contratar uma empresa para limpar o nome. “É um momento em que a pessoa está sentindo os efeitos da restrição ao crédito e com dificuldade para comprar. É comum que a ansiedade de ter o nome limpo leve o consumidor a agir sem pensar, o que traz dois riscos imediatos”, afirma Vignoli. “Primeiro, o de ser vítima de uma empresa com más intenções, que pode apenas tomar o dinheiro da pessoa, sem oferecer resultados. Segundo, o de pagar por um serviço sem saber as condições acordadas no contrato, sobretudo no que se refere à devolução do dinheiro, em caso de insucesso”.

Entre os entrevistados que contrataram empresas para limpar o nome, seis em cada dez (59,3%) afirmam não saber quanto pagaram por este serviço, e entre os que sabem, a quantia média dispendida foi cerca de R$ 3.400,00.
 

Dívida pode ficar ainda mais cara com gastos com empresa

Ainda que quase metade dos que contrataram uma empresa (46,0%) considerem que valeu a pena por terem conseguido tirar o nome dos cadastros de proteção ao crédito, outros 24,9% consideram que não valeu a pena, pois a dívida ficou mais cara do que se a pessoa tivesse resolvido o problema direto com o credor.

“Buscar informações e negociar diretamente com o credor pode ser bem mais vantajoso e também pode ser feito pelo próprio consumidor”, afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. “Ao tentar um acordo pessoalmente, ele sabe que todo o dinheiro envolvido no processo será empregado na quitação do débito. Além disso, ninguém melhor do que a própria pessoa para avaliar as condições oferecidas pelo credor”, explica.

A facilidade de encontrar empresas que façam esse serviço pode ser identificada pelo meio que os consumidores as encontraram: mais da metade (56,2%) acharam a empresa pela internet, seguida por indicação de amigos e parentes (15,2%).

“É sempre importante desconfiar de quem oferece soluções muito rápidas e fáceis, pois o nome não vai desaparecer miraculosamente dos cadastros de restrição ao crédito”, orienta Kawauti. “Existe um motivo para que o nome esteja sujo e isso só será resolvido caso a dívida seja paga integralmente ou em casos de uma negociação bem sucedida e com a primeira parcela paga”.
 

Controle de gastos é a principal mudança de comportamento

A pesquisa do SPC Brasil mostra que a experiência de ter o nome sujo fez com que muitos consumidores mudassem a forma de administrar o seu orçamento financeiro. Para 59,9% dos entrevistados que contrataram empresas para limpar o nome, o controle dos gastos foi a mudança de comportamento adotada. Em seguida, aparecem evitar o uso do cartão de crédito (17,8%), cancelar o cartão (16,3%) e comprar quando podem pagar à vista (15,9%).

“De fato a diminuição do uso ou cancelamento do cartão é uma ótima ajuda para quem precisa controlar os gastos parcelados ou para quem ainda não tem um planejamento financeiro adequado”, orienta a economista. “Essas medidas têm impacto imediato na vida dos consumidores e isso já é refletido no orçamento do mês.”
 

Metodologia

A pesquisa entrevistou 1.088 consumidores residentes em todas as regiões brasileiras, com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos e de todas as classes sociais, atuais inadimplentes ou ex-inadimplentes há no máximo 12 meses. A margem de erro é de 3,0 pontos percentuais para uma confiança de 95%.
 
Acesse a íntegra da pesquisa em:
https://www.spcbrasil.org.br/imprensa/pesquisas